Séries: This Is Us



Estou apaixonada. Amando. E não consigo esconder. Foi chegando de mansinho, despretensiosamente, como quem não quer nada. Então, arrebatou meu coração, encantou-me de diversas formas diferentes e quando percebi já estava apaixonada. Querendo ter mais e mais, ficar pertinho, deixar todo mundo saber. De repente, estava com um sorriso contagiante no rosto, olhos brilhando e inundada de emoção. Sério, estou amando.
E é um amar coletivo, porque não tem como não criar laços afetivos com cada um dos personagens da minha série favoritíssima do momento: This Is Us. Dá até vontade de gritar de tão boa que essa série é. Quis assistir porque tinha o “Jess” – que não é meu personagem favorito em Gilmore Girls, mas tem lugar no meu - e porque o trailer me tocou. Não imaginava como os episódios poderiam ser tão tão tão maravilhosos.
A história é tocante de uma forma que eu não sei explicar. Ela te envolve, é prazeroso conferir cada uma das direções da trama, estar ali presente, conhecer os personagens pouco a pouco e admirá-los cada vez mais. Impossível não cair ciscos nos olhos vez ou outra e é isso que faz dela uma série tão magnífica.


As atuações são ótimas, os dramas são originais e intensos, cheios de sentimentos, prontos para explodir. O amor, nossa, está presente em todos os momentos. Cumplicidade. Carinho. Afeto. Força. Não faltam palavras para descrever tudo de bom que é This is Us.
A série é mostrada no passado e presente. No passado, mostrando a história do casal formado por Jack e Rebecca, que são apaixonados e perfeitos um para o outro. Perfeitos, com dúvidas e discussões, com perrengues, mas com muito amor. Eles estão esperando trigêmeos e é a partir daí que a trama se desenrola. Os episódios não seguem uma linha de tempo contínua, abordam momentos, atrás e depois da hora do parto. No presente, os irmãos estão adultos e cada um tem seu dilema pessoal, que acaba se interligando quando um ajuda o outro. Afinal, é uma história que tem foco na família.



This is Us é sensacional, de uma delicadeza tremenda. É encantadora e tudo que eu quero é que ela permaneça por mais temporadas (eles que se virem para fazer render com qualidade). A série, que estreou em setembro de 2016, teve seu 18º episódio exibido no último dia 14 e já está renovada – para a alegria do meu coração apaixonado. 

Texto meu, publicado na coluna Viaje com as Séries no blog Viagem Literária. 

KBS Assessoria: Atletas da Equipe Impacto disputam Seletiva Nacional e Campeonato Brasileiro



Dois importantes eventos marcam o início da temporada de competições em 2017 para os atletas da Associação Impacto de Karatê. De 23 a 26 de março, a equipe Impacto/FME Tubarão encara adversários de alto nível na disputa da Seletiva Nacional 1 e do Campeonato Brasileiro – Etapa Pernambuco. 
A seletiva, que ocorre nos dias 23 e 24, garante vaga na seleção brasileira que estará no Campeonato Sul-Americano, marcado para junho na Bolívia. Ao todo, 15 atletas da equipe tubaronense buscarão suas vagas, entre eles alguns estreantes, como Ericka Duarte Nascimento. 
 - Estou bem nervosa e ansiosa, pois desde criança esse é um dos meus grandes sonhos. Será uma experiência enorme disputar uma seletiva com pessoas muito boas no esporte. Sei que será difícil, mas estou bem confiante, pois passei todo o período das minhas férias treinando sete horas por dia para realizar esse grande sonho – comenta a karateca.
O grupo também contará com atletas experientes, como Nícolas de Souza e Laura Losekann. Na edição de 2016, Nícolas conquistou uma vaga na seleção e viaja para Caruaru-PE com o objetivo de mais uma vez representar o Brasil no Sul-Americano. 
- Fiz um treinamento intenso para novamente estar na seleção, venho treinando com muita raça, dedicação e esforço. Desta vez terei mais colegas de treino na competição e, com certeza, haverá uma troca, apoio e torcida por parte de todos. Espero que todos conquistem seus objetivos – revela Nícolas. 
Laura participa pela terceira vez da seletiva nacional, com classificação na categoria Cadete e também na categoria Junior, em 2017 busca mais uma vez seu lugar na seleção brasileira. Nesta edição, Laura disputa vagas no kata, kata em equipe e em kumitê -53kg.
- Estou muito preparada. Treino todos os dias, inclusive aos sábados e feriados, além de poder contar com a experiência das outras seletivas. Acredito que esse ano tenho muitas chances de classificação, é meu último ano na categoria e estou muito focada! Entrar na seleção, independente de ser a primeira, a segunda ou a terceira vez, sempre será sonho a ser realizado! Disputarei com atletas de alta qualidade, as melhores do Brasil, e apenas a primeira colocada representará a nação e esse é o lugar que quero ocupar no pódio – afirma Laura. 
Toda a equipe está focada para as duas competições da próxima semana. Os horários dos treinos sofreram alterações, visando maior qualidade e aproveitamento, o que resultou em uma grande evolução de todos os candidatos a uma vaga para representar o país. 
- Apesar de estarmos no começo da temporada, acredito que estamos todos bem preparados e com grandes chances de classificação, tanto na seletiva nacional, quanto na etapa do brasileiro – diz João Vitor da Costa da Silva, que é veterano em competições de alto nível e grande importância.
Para o Brasileiro, realizado nos dias 25 e 26 de março, o grupo compete com 16 atletas. De acordo com o professor e atleta, Fabricio de Souza, a dedicação aos treinos que ocorreu desde o fim do ano passado, praticamente sem pausa, será recompensada nas atuações da temporada.
- Tenho plena convicção de que teremos muito sucesso neste desafio. Estamos preparados, focados e cientes das dificuldades, mas confiantes em nosso potencial - conta.
A Equipe Impacto conta com o apoio da Prefeitura de Tubarão, através da Fundação Municipal de Esporte.


Texto e foto: KBS Assessoria

Cliques nas corridas

Nossa, quase que não consigo escrever aqui, a poeira estava tanta que minha rinite ficou em nível máximo (sabe aquela coceira intensa no nariz? Pois é). Bom, desde que o jornal que eu trabalhava fechou, faço uns trabalhos com fotografia de corridas de rua (até eu já corri!). E é bem legal poder registrar o momento da galera que curte vencer os obstáculos e melhorar sempre. 
Mais legal ainda é poder encontrar as figurinhas carimbadas que rondam essas corridas na minha cidade. O Cãorredor já é figura conhecida entre os atletas e público que frequenta as competições, alguns o chamam de Pulga, mas eu prefiro o nome mais atlético. É incrível como em todas as corridas ele está lá. Faz aquecimento com os grupos de corrida (leia-se, deita no meio da roda e olha a galera se alongar), faz o percurso (que muitas vezes se repete) e corre feliz da vida com o pessoal. É um fofo! Mas devo contar que ontem ele se atracou em uma briga com outro cão, vai ver fez o tempo melhor que o dele...
Além do Cãorredor, outros doguitos participam da confraternização esportiva. Uns curiosos, outros preguiçosos e outros ainda interesseiros, vai que nessa aglomeração rola uma comidinha? No último domingo ocorreu mais uma prova por aqui e fiz algumas fotos. As de alguns corredores você pode ver aqui, as do cães, estão logo abaixo. ♥








Não são fofos? 
:*